terça-feira, 16 de novembro de 2010

A POÉTICA DE JORGE LUIS BORGES




















a sina do poeta na linguagem 
maravilhosa do grande escritor
e poeta argentino jorge luis borges.

( o cúmplice )

¨crucificam-me 
e eu tenho que ser o prego e a cruz.

estende-me a taça,
e eu tenho que ser a cicuta.


enganam-me ,
e eu tenho que ser a mentira.


incendeiam-me ,
e eu tenho que ser o inferno.


tenho de louvar e de agradecer
cada instante do tempo.
o meu alimento é todas as coisas.


o peso exato do universo,
a humilhação, o júbilo . tenho que 
justificar o que me fere.  não importa
a minha felicidade ou infelicidade ;
sou o poeta...¨


      ( JORGE LUIS BORGES )


25 comentários:

Vivian disse...

Olá!!Bom Dia!!

Perfeito!!Como só Jorge Luis Borges, pode ser!!!Muito bom de ler!!

Boa semana!
Atencioamente

Jonas R. Sanches disse...

Olá amigo Poeta, vim lhe agradecer a visita e gostei muito do seu blog, muito interessante o trabalho que faz aqui, meus parabéns!

ValeriaC disse...

E que maravilhoso é este poeta...
Voltarei por aqui também...obrigada pela visita...e companhia...
beijo
Valéria

Universo Paralelo em Versos disse...

Este poema é de matar. Quantas verdades em versos, a voz de uma multidão emudecida pela dor. Maravilha, sem palavras. Parabéns amigo Poeta um post transcendental.

Nas Asas da Poesia disse...

Palavras soltas como pássaros de asas abertas que não possuem
destino, nem desatino, apenas pulsam em voos livres... Pois que
voem livres as palavras, que ecoem em canções e gemidos. Em
pranto e prece, até que se calem todas as feridas, todas as iras...
Que a palavra finalmente expressa, seja livre, doce e calma.
Definitivamente liberta...

Sonia Schmorantz

Amor & Paz na sua noite!Beijos!...M@ria

SORAYA VIPOESIAS disse...

Olá!

Gostei muito do seu blog, a organização e formatação ótimo de ler. As palavras como sempre liberando sentimentos, emoções e buscando sempre preservar a vida. Parabéns !

Anna Amorim disse...

Li Borges, não todo Borges e agradeço por está postagem.

Parabéns pela escolha!

PERFEITO!

Beijos,

Luiz Neves de Castro disse...

Moisés!
Fiz a indicação do seu blog para receber o Prêmio Dardos! Vim convidá-lo para retirar no Egrégora: Carrancas Literárias... se você curtir receber o selo ele estará a sua disposição, com um grande abraço...

♥JÔ♥ disse...

Jorge Luis Borges
Ainda não o conhecia...
Fui dar "uma espiada" e confesso que gostei muito!

"Estou só e não há ninguém no espelho"
J.L.B.

Sempre aprendendo contigo!
um grande abraço poeta!

Maria José disse...

Também gostei de seu blog. Estarei sempre passando por aqui. Grande abraço.

Dario Dariurtz disse...

NUNCA LI BORGES... BOA PEDIDA. AS VEZES ME SINTO IGNORANTE DIANTE DE ALGUNS AUTORES...
BOA PEDIDA!

PS: EU PENSEI MELHOR, VOU FICAR!!!
ABRAÇOS

Nas Asas da Poesia disse...

" Muitas vezes ...
Esquecemos de reciclar nossos sentimentos
De esvaziar as gavetas da Alma
De abrir as janelas
E deixar o sol entrar "

=- Bruno de Paula -=

BOM FDS..........Beijos meus! M@ria

Nas Asas da Poesia disse...

O poeta é o cantador maior.
Canta sua dor
Com todas as tintas,
Com todas as cores,
Lúdico. Lírico.
Apaixonado que é
Pelo amor.

Delasnieve Daspet

Amor & Paz no seu Domingo! M@ria

IT disse...

Fabulosas palavras de um poeta, um silêncio nas entrelinhas,a certeza de nada ter.Sem dúvida! Belíssima poesia de Jorge Luis Borges.

Muito bom tê-lo no som do coração.

Beijos de IT♥♥

ROSANA VENTURA disse...

Nossa que Blog lindoooooo!
Vim retribuir tua visita e encontro essa preciosidade...
Sim, há vida inteligente na Blogosfera...e este Blog é uma delas!
bjosssssss

Pati disse...

Que lindo Moisés!!! Adorei!
Uma ótima semana p/você também e obrigada pelas visitas :)
Beijos

Fátima disse...

Oi Moisés,

Um espetáculo esse poema!!

Beijo meu
Boa semana

Nas Asas da Poesia disse...

Coração humano
Único teatro que, sabidamente,
O proprietário não consegue fechar.

( Emily Dickinson )

Feliz Noite...Beijos no coração! M@ria

OBS: Seja meu seguidor (A)

Ira Buscacio disse...

Ola,

Escolha perfeita.......

Quem sabe o que o poeta sente? O que importa são os poemas, dor ou alegria, de quem os lêem.

Bjão e boa semana

Dario Dariurtz disse...

ser o poeta... Nossa! Gosto da imagem da cicuta. Parece que por darmos vida às palavras necessitamos sempre esmagar outras palavras, sejam por imagens, gestos ou ações.

Fiquei com isto na cabeça.
Abraços.!

Universo Paralelo em Versos disse...

Lendo novamente e com muito prazer.
O literal entendimento da primeira leitura do poema tem suas cotas de entendimento. Na segunda leitura a expressão mística do Eu SOU, e sou eu
completo momento. Tudo.

Lua Nova disse...

Confesso que não o conhecia, mas foi pra mim uma linda descoberta...

A sina do poeta seria suportar todas as dores, carregar todos os fardos, amargar todas as culpas e mesmo assim continuar com sua poesia...
É, a sensibilidade e a escrita cobram altos custos a quem as abraça.
Saudades de vc, moço.
Beijokas e um lindo fds pra vc.

Eliete disse...

Moisés adorei seu blog. Que lugar gostoso para ficar e curtir coisas boas. Convido-lhe para conhecer o meu cantinho.Um abraço, Eliete

Entrevidas disse...

Oi Moises! Bom fim de semana. Beijos

VEREDAS, por Marluce disse...

Moisés,


"Meu alimento é todas as coisas".
O poeta sente fome e sede de tudo que mais alimenta a alma, sustentando a alma o corpo põe-se de pé!

Gostei muito do seu blog!

Um abraço, Marluce